quinta-feira, 15 de maio de 2014

Festival i este fim-de-semana

Jornal da Bairrada | 15 Maio 2014

Festim apresentado no Quartel das Artes


Jornal da Bairrada | 15 Maio 2014

Dias de festa

Visão | 15 Maio 2014

Entrevista Festival i na Rádio Província

Rádio Província | 15 Maio 2014

d'Orfeu apresenta o programa da 6ª edição do Festim 2014


Ribeirinhas TV | 15 Maio 2014

Festival i: dica da semana

Dica da Semana | 15 Maio 2014

Reportório Osório no Sopa da Pedra

Sopa da Pedra [RUA] | 15 Maio 2014

Festival i em destaque na RTP2

video
Agora [RTP2] | 15 Maio 2014

Reportório Osório termina tour nacional em Águeda

 
Ribeirinhas TV | 15 Maio 2014

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Festim 2014 em 16 concertos

Soberania do Povo | 14 Maio 2014

Programa Festival i

Soberania do Povo | 14 Maio 2014

Festim arranca dia 6 de Junho na d'Orfeu em Águeda

Região de Águeda | 14 Maio 2014

Festival i em Águeda

Jornal de Letras | 14 Maio 2014

O festival i vem aí!

Região de Águeda | 14 Maio 2014

Reportório Osório concluiu tour nacional

Região de Águeda | 14 Maio 2014

domingo, 4 de maio de 2014

“Reportório Osório” brilhou no VIII Festival de Teatro “Palco Para Dois ou Menos”

DSCF0002.JPG 

“Reportório Osório”, uma das mais recentes criações da associação cultural d’Orfeu, de Águeda, estreada no Festival INATEL 2013, um concurso nacional entre projectos artísticos de associações filiadas de todo o país, no qual obteve o 1.º prémio, foi o segundo espectáculo do VIII Festival de Teatro “Palco Para Dois ou Menos”, do Núcleo de Animação Cultural de Oliveirinha (NACO), apresentado ontem, 03 de Maio.
Luís Fernandes (exímio na expressão músico-teatral) e Sónia Sobral (talentosa acordeonista) levaram ao palco canções recheadas de teatralidade e bom humor, arrebatando o público que encheu totalmente a sala de teatro do NACO, sempre entusiástico nas palmas com que brindou os actores em todas as canções, assim como na interacção a que foi desafiado pelo actor.
Em “Reportório Osório”, as canções reflectem, de forma irónica, o quotidiano das relações desgostosas de personagens masculinas que o actor satiriza e personifica, uma a uma, atribuindo-lhe nome próprio, e que a jovem acordeonista complementa de forma brilhante. Desse modo, estiveram em palco o Amândio (alguém que fica indefinidamente assim), o Augusto (que não sabe como sair da sua relação com a namorada), o Orlando (um homem criativo e de meias palavras), o Eugénio (um desgraçado vítima de exploração doméstica), o Gervásio (que chega sempre tarde a casa por causa das tainadas), o Ernesto (que é um homem modesto e honesto), o Jeremias (que tem os seus fetiches), o Felisberto (que afinal tinha tudo para ser feliz), entre outros de um total de onze personagens com histórias pessoais.
Depois de o presidente da direcção do NACO, José Manuel Figueiredo, lhes ter entregue o tradicional símbolo do festival, uma cadeira de madeira em miniatura, o actor e a acordeonista colocaram-se à disposição do público para a habitual conversa sobre o espectáculo, tendo Luís Fernandes feito uma apresentação do seu trabalho e respondido a algumas perguntas. Além das perguntas, também foram dirigidos rasgados elogios aos actores, principalmente por parte do vereador do Associativismo de Carregal do Sal, José Dias Batista, e do administrador da Fundação Lapa do Lobo, Carlos da Cunha Torres.
O festival volta no sábado, dia 10, à sala do NACO, à mesma hora (21h30), com Lídia Muñoz (neta de Eunice Muñoz) e Eduardo Molina, em “Onde é que estavas quando te vi pela última vez” e “A camisa, o vestido e a janela”, duas pequenas peças cheias de tudo e nada, de momentos do quotidiano. A não perder!

Lino Dias

Farol da Nossa Terra | 4 Maio 2014